Fundação do Sindicato
Conheça mais a história do nosso sindicato, saiba mais como começou!


O SIMEC, entidade sindical que representa em todo o Estado do Ceará as categorias econômicas constantes do antigo grupo 19, ou seja, as indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico-eletrônico, obteve sua carta sindical em 24.01.1972, documento que era expedido pelo Ministro do Estado dos Negócios do Trabalho e Previdência Social como reconhecimento da personalidade sindical.

Pela legislação anterior, para se criar um Sindicato era necessário primeiro que fosse formada uma Associação, daí então esta passaria à categoria sindical e assim foi feito: em 20/05/1966 – um grupo de empresários do setor realiza a Assembléia Geral de fundação da “Associação Profissional dos Empregadores das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico”. O edital de convocação foi publicado no jornal “Gazeta de Notícias” – edição do dia 17.05.1966 – página 7, assinado pelo presidente da Comissão Organizadora, Sr. José Célio Gurgel de Castro. A reunião aconteceu no quinto andar do prédio da Federação das Indústrias do Estado do Ceará, situada então, na Rua Major Facundo, 253, Centro, e foi secretariada pelo Sr. Raimundo Régis de Alencar Pinto. Na ata está registrado o manifesto do Sr. José Djanir Guedes Figueiredo, expressando como significativo o fato do “comparecimento de número expressivo dos integrantes da categoria econômica”.

Em 20/02/1970 – é realizada uma nova Assembléia para deliberar sobre a fundação, eleição da Diretoria provisória e aprovação do Estatuto da Associação. O edital foi publicado no jornal “Tribuna do Ceará”, edição de 16.02.70. A reunião foi presidida por José Célio Gurgel de Castro e secretariada por João Clemente Fernandes. Aprovado o Estatuto, foi eleita a seguinte Diretoria provisória: José Célio Gurgel de Castro (presidente), João Clemente Fernandes (Secretário) e Raimundo de Alencar Pinto (tesoureiro); Suplentes da Diretoria: Eduardo Diogo Gurgel, Tarcísio Guy Andrade e Augusto Castelo da Cunha. Conselheiros Fiscais (titulares): Edson Queiroz, Olavo Magalhães e Ivan Moreira Castro Alves. Conselheiros Fiscais (suplentes): Laerte Moreira de Castro Alves, Osvaldo Studart Neto e João Nogueira Meireles. Nesta mesma Assembléia foi instituído o valor da contribuição mensal de NCr$10,00 (dez cruzeiros novos).

No dia 30/01/1971 a Associação realiza uma Assembléia Geral Extraordinária, desta feita para deliberar sobre: pedido de reconhecimento como Sindicato; aprovação do Estatuto do Sindicato; Eleição da Diretoria provisória do Sindicato, sendo mantida a mesma Diretoria anterior da Associação.

Com a expedição da Carta Sindical em 24.01.1972, foi eleito Presidente o industrial José Célio Gurgel de Castro para o triênio 1972 a 1975, com a Diretoria composta da seguinte forma: Tarcísio Gruy Andrade Silveira (secretário) e João Clemente Fernandes (tesoureiro); SUPLENTES: Ivan Moreira de Castro Alves, Olavo Magalhães e Airton José Vidal Queiroz. CONSELHO FISCAL: Osvaldo Studart Neto, José Djanir Guedes de Figueiredo e Fernando Nogueira Gurgel (titulares); Augusto Castelo da Cunha, Erasmo Rodovalho de Alencar e Raimundo Régis de Alencar Pinto (suplentes). Delegados representantes junto à Federação: José Célio Gurgel de Castro e Raimundo Régis de Alencar Pinto (titulares); João Clemente Fernandes e Tarcísio Gruy Andrade Silveira (suplentes).

Ao longo de quase 40 anos de fundação o SIMEC tem pautado sua atuação na defesa dos interesses maiores da categoria, desde que, inseridos nos princípios da ética, da legalidade e da justiça. Destaca-se no âmbito das representações patronais da indústria pelo fato de ser muito atuante e procurar articulações que permitam o desenvolvimento dos setores representados.

O SIMEC está instalado na Casa da Indústria – prédio da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), com modernas instalações, à disposição para coordenação e acompanhamento dos interesses de seus associados.

Em 2010 foi instalada a Delegacia Regional da região do Vale do Jaguaribe, e,no início de 2011, a da região do Cariri. Uma característica que merece destaque é que nunca houve, até hoje, uma eleição que não tenha sido realizada de forma consensual, através de chapa única, sendo, ao longo da sua existência um celeiro de líderes empresariais, muitos deles com projeção nacional. Lideranças do Simec tornaram-se presidentes da FIEC (Fernando Cirino Gurgel e Roberto Macedo), assim como presidentes do Centro Industrial do Ceará (Fernando Cirino Gurgel, Fred Saboya, Francisco Baltazar Neto)

0
Envie uma mensagem
Desculpe! Não estamos por aqui agora. Deixe uma mensagem e nós retornaremos para você, o mais breve possível.
Seu nome
* E-mail
* Descreva seu problema
Login Chat
Dúvidas? Nós estamos aqui. Envie-nos uma mensagem!
Seu nome
* E=mail
Estamos online!